礼拝 Elegia para Nilce

Mostra paralela à exposição Antologia (Museu Nacional da República), 礼拝  Elegia para Nilce reuniu cinco artistas de Brasília – Gisel Carriconde Azevedo, Mariana Destro, Kabe Rodríguez, Laura Fraiz-Grijalba e Thalita Perfeito – com trabalhos ligados à temática do feminino e do erótico.

A exposição foi uma homenagem à artista Nilce Eiko Hanashiro e contou com a participação especial de José Eduardo Garcia de Moraes, com performance especialmente criada para a noite de abertura da exposição, em 16 de março, e de Hilan Bensunsan, Lis Marina Oliveira e Waleska Reuter, com performances especialmente criadas para a noite de encerramento da exposição, em 31 de março de 2019.

礼拝 (reihai) é um substantivo japonês que significa adoração, veneração, culto.

Matéria no G1: Exposição de artistas do DF propõe diálogo com obras de Nilce Eiko
Matéria no Correio Braziliense: Galeria deCurators inaugura exposição em homenagem a Nilce Hanashiro

Tão fortes que não estão às ordens. Nilce Eiko era assim: epiciclo inventado, desvio insistido, o avesso de um botão que liga e desliga. Penso nela ao lado de uma órbita – um círculo de fogo ou ciclo da água. O caminho da sabedoria é mais redondo que uma melancia, que a Terra rodando, que o caqui e o tomate. A dama branca que gira mesmo quando se veste para escalar o monte Fuji: as coisas se repetem para encontrar uma saída. Ou uma natureza mais íntima.

Hilan Besunsan

Será um imenso prazer fazer essa homenagem à Nilce Eiko. Uma mulher, uma artista que explorou elementos potentes do seu cotidiano, elevando seu corpo e seus objetos aos lugares ricos e simbólicos de sua alma. Quando a entrega existe no que é.

Lis Marina Oliveira

Vou fazer a performance no sábado a convite da Gisel Carriconde Azevedo; na verdade, é uma homenagem pra Nilce Eiko, uma grande artista, de imensa sensibilidade, e que marcou a vida de muitos artistas de Brasília, inclusive a minha. Até hoje me lembro das palavras dela sobre o meu trabalho, ela era realmente uma criatura maravilhosa e fiquei muito tocada com sua morte. Foi uma voz que me tocou com profundidade, tinha algo a mais… Farei essa performance como um presente à Eiko, somente! Não posso dizer mais que isso.

Waleska Reuter