ONÀ – Ciclo X semana II

QUINTA-FEIRA, 24 NOVEMBRO, ÀS 20H
Apresentação e conversas com

ALAN OLIVEIRA – ” Estética Nagô”
Alan Oliveira é mestre em Comunicação pela Faculdade de Comunicação da Universidade de Brasília

DENISE CAMARGO – “Religare, um rito iniciático e fotográfico”
Denise Camargo é professora do Instituto de Artes da Universidade de Brasília

———————————————————————————–

SEXTA-FEIRA, 25 NOVEMBRO, ÀS 20H
Entrevista gravada (podcasting) com

AFROnte (Lukas Delfino, Naná Antun e David Lean)
“AFROnte é uma festa feita por preto para preto com o foco de fortalecer o rolê e afrontar.”

DJ TYRONE
Cássio Tyrone é DJ e Produtor Musical. Atende pelos projetos Perpendiculares Tyrone, onde explora estéticas que misturam hip hop, ritmos latinos e música eletrônica e Monstrosinha, focado nas experimentações com música eletrônica.

(https://soundcloud.com/ddjtyrone
https://soundcloud.com/monstrosinha
https://www.youtube.com/channel/UCwTWE1WIMLM5M-trD3fh_pg)

ONÀ – Ciclo X

ciclo-x-2

 SEMANA DA CONSCIÊNCIA NEGRA
  QUINTA-FEIRA, 17 NOVEMBRO, ÀS 19H30

Abertura de exposição ONÀ com trabalhos de Eneida Sanches e Mário Jardim e objetos da coleção pessoal de Alan Oliveira. Performance: Antonio Obá  em “Amansa Senhor” (de Dalton Paula) Performance: Dalton Paula em “Malungo, rito para uma missa preta” (de Antonio Obá)

  SEXTA-FEIRA, 18 NOVEMBRO, ÀS 19H30

Falas de Antonio Obá, Dalton Paula, Eneida Sanches* e Mário Jardim: os artistas  discorrerão sobre processos poéticos x negritude

* os trabalhos da artista Eneida Sanches foram produzidos durante o período de residência no Núcleo de Arte do Centro Oeste – NACO, em Olhos dÁgua, Out/Nov. 2016

 

deCurators, espaço de microcuradorias
SCLN 412, C, 12 (virado para residencial)
https://www.facebook.com/events/1044734528969075/

 

TECNOXAMANISMO

DeCu- OCA

ENCONTRO DE TECNOXAMANISMO (1, 2 e 3 de abril)
SOBREVIVÊNCIA – Indigenismo, Catástrofes Ambientais e Industriais

 

01/04/2016, 20 hs – PROGRAMA DE RÁDIO
Local: deCurators (SCLN 412 Bloco C Loja 12 )

TECNOXAMANISMO, AFROFUTURISMO E INDIGENISMO
Coordenação: Fabiane M. Borges

1 – Eliete Pereira (pesquisadora do ATOPOS, Centro Internacional de Pesquisa, ECA/USP) 
2 – Fabiane Borges (psicóloga, artista, articuladora da rede tecnoxamanismo)
3 – Leila Negalize (afro-futurista, artista visual, ativista)
4 – Verenilde Pereira dos Santos (indígena, indigenista, jornalista, escritora)

———————————————————————————

02/04/2016, 16 hs – OFICINA 1 *
Local: Galeria Alfinete (CLN 116 Bloco B Loja 61)

*confirmação de interesse de participação pelo e-mail: xamanismotecnologico@gmail.com

INTERESCRITURA – TRANSNARRATIVAS – SCI-FI

Oficina de produção coletiva de narrativas de ficção científica. Os participantes são convidados a entrar em uma viagem de criação de futuros utópicos ou distópicos, que tenham a ver com o tema do encontro, que é: Sobrevivência, Indigenismo, Catástrofes Ambientais e Industriais. A ideia desta oficina é criar elementos para o Ritual (Do It Yourself)
Coordenação: Léo Pimentel, Fabiane Borges e Carol Barreiro

———————————————————————————–

02/04/2016, 20 hs – PROGRAMA DE RÁDIO
Local: deCurators (SCLN 412 Bloco C Loja 12 )

SOBREVIVÊNCIA, CATÁSTROFES, METAFÍSICA E FICÇÃO
Coordenação: Hilan Bensusan

1- Adirley Queirós (cineasta)
2- Angel Luis (programador, Baobáxia – Kalunga)
3 – Edgar Franco / Ciberpagé (artista multimedia, professor da UFG. Pesquisa: Perspectivas Pós-Humanas nas Ciberartes)
4 – Hilan Bensusan (filósofo, performer, escritor, professor da UNB. Pesquisa: metafísica, ontologia e animismo)
5 – Marcos Woortmann (cientista político, permaculturista, ecologista)
6 – Phil Jones (programador, artista digital, software livre)
———————————————————————————–

03/04/2016, 14h, OFICINA 2*
Local: Elefante Centro Cultural (SCLRN 706, Bloco C casa 45)

*confirmação de interesse de participação pelo e-mail: xamanismotecnologico@gmail.com

CRIAÇÃO TOTENS ELETRÔNICOS

Oficina de criação coletica de eletrônica (do it yourself ) e preparação do espaço para o ritual (luzes, música, vídeos, objetos).
Coordenação: Phil Jones, Krishna Passos, Victor Valentim e Gisel Carriconde Azevedo

———————————————————————————

03/04/2016, 19h – RITUAL DIY – FICÇÃO E RUIDOCRACIA
Local: Elefante Centro Cultural (SCLRN 706, Bloco C casa 45)

Os interessados em produzir o ritual deverão fazer parte das oficinas de Interescrituras, Transnarrativas, SCI-FIO e de Criação Totens Eletrônicos

Importante: o ritual é aberto ao público mas sujeito à capacidade máxima do evento/espaço.

 

APOIO
Centro Cultural Elefante
Galeria Alfinete

“La naturaleza se convierte en la Zona, un espacio donde el tiempo y espacio han sido alterados por la acción humana, y donde al mismo tiempo los sentidos humanos no han evolucionado a la par para percibir estas alteraciones. Se produce una desorientación y una necesidad de recalibrar nuestros sentidos. ” (tese de Pablo de Soto)

Falar de sobrevivência necessariamente passa pela questão indígena. Como diz Eduardo Viveiros de Castro, os povos indígenas são mestres em sobrevivência, já que seus mundos vem sendo exterminados desde a chegada das caravelas.

A pergunta aqui é, quem sobrevive com os índios e quem sobrevive aos índios? Por que o tecnoxamanismo se interessa em acionar o “devir-indio” e que implicações isso tem?

A ideia de tecnologia e desenvolvimento a qualquer custo tem trazido uma série de consequências ambientais, produzindo catástrofes, dizimando comunidades, interrompendo fluxos de rios.

Nos interessa discutir nesse encontro temas relativos a Chernobyl, Fukushima, Lama de Mariana e seus sobreviventes. Como diz Svetlana Alexievich em seu livro Vozes de Chernobyl, “a paisagem de Chernobyl depois do acidente nuclear, se tornou uma imagem do futuro, não do passado”.

A virada da época geológica holoceno para antropoceno tem servido como palco para muitas inquietações políticas, sociais, ecológicas, subjetivas, científicas. A iminência de uma grande catástrofe avassaladora, ou o término lento do mundo que conhecíamos tem levantado vários movimentos de transformação, anti-antropocêntricos, que desejam abrir o pensamento, acionar outros devires, ampliar o espectro, fortalecer o imaginário para criar novos futuros. Isso faz com que muitos de nós nos juntemos de alguma forma aos “sobreviventes” dos mundos destruídos, para aprendermos com eles sobre sobrevivência, enquanto inventamos outras formas de existência, conectando o futuro e a ancestralidade.

O tecnoxamanismo é um movimento que vai nessa direção, de abrir canais de comunicação ancestrofuturistas, fazendo cosmogonias livres, rituais faça-você-mesmo, enquanto desenvolve tecnologias mais ecológicas, menos nocivas, menos destruídoras. Tudo isso exige muito trabalho de sonhos, imaginário, percepção e ações práticas, tecnológicas, eletrônicas e hackers.

É por isso que o tecnoxamanismo ao invés de exercer só um ativismo crítico-racionalista aposta mais incisivamente nas cartas da ficção, hiperstição, incorporação, subjetivação, inconscientização, para colocar em movimento nossa existência cósmica, tão enfraquecida nos dias de hoje, e geralmente cooptada por sistemas de dominação e controle.

Esses e outros temas serão debatidos durante a programação do Encontro de Tecnoxamanismo no deCurators, que culmirá num Ritual (Do It Yourself) ou num levante para uma “Cosmogonia Livre”!

Texto de referência: “Prolegômenos para um Possível Tecnoxamanismo”:

https://catahistorias.files.wordpress.com/2014/03/prolegc3b4menos-para-um-possc3advel– tecnoxamanismo.pdf

Tags do encontro: performance, ritual diy, cosmogonia livre, indigenismo, animismo, ancestrofuturismo, perspectivismo, antropofagia, tecnoxamanismo, tecnomagia, biohackerismo, criptografia, permacultura, agrofloresta, rádio livre, futuro, ficção, metafísica da lata do lixo, conhecimentos ancestrais, internet, tecnologias diy, afrofuturismo, astrofuturismo.

http://tecnoxamanismo.wordpress.com/

Bicho-Bicha Mix

P1200289 copy

by Phil Jones, Dez. 2015

Lado A

  1. Sofia Reta : Tooth
  2. Mykki Blanco : Mendocino, California
  3. New Dreams Ltd Initiation Tape (Ramona Andra Xavier) : New Life Now! Please
  4. ????? – A faint odor of perfume
  5. Witch Hazel : Godzilla
  6. Dreamchild and Tapecut : She’s a bitch!
  7. Wraetlic – Rats
  8. Sofia Reta : Tous les garcons et les filles

Lado B

  1. MACINTOSH PLUS (Ramona Andra Xavier) – リサフランク420 / 現代のコンピュー
  2. Nightcore Reality – Aha! (Nightcore remix of Pentatonix)
  3. SODA lite – Fantasy
  4. Danny L Harle – Forever
  5. SOPHIE – Hard
  6. Yao Guai Cave –  Everything Is ETC!
  7. T2 – Leave Me In The Dark
  8. Sofia Reta Ft. Zilla – Investment
  9. LifeMod – A4

Abertura Ciclo DeComer

Das QuestõesCAPA-2

ABERTURA DO CICLO DeCOMER

Lançamento da revista digital Das Questões 2 – DeComer
Performance do Coletivo Indigestão, de BH/BsB
Vídeo: “Sobre substancias cruas e grelhadas”, Hilan Bensusan, 1998
Sexta-feira, 29 maio 2015, às 20h
deCurators, SCLN 412 C 12 (virado pra residencial)
A revista DAS QUESTÕES dedica-se ao pensamento entre a tradução e a invenção. Ela quer trazer à tona o prelúdio às soluções, tanto às extirpadoras quanto às acolhedoras: a hospitalidade ao recalcitrante. A revista entende que a escrita é um espaço de hospitalidades: a tentativa de abrigar um público que vem, no andor de um nexo feito pelo faro. Ela se move no espaço das questões, reais, virtuais, imaginárias.  A revista acolherá experimentos de escrita que convoquem, provoquem, cuidem de questões, independemente de qualquer compromisso com soluções.
Das Questões 2 – DeComer
“O drama da existência humana é que tudo que as pessoas comem tem alma”.                                                                 xamã innuit Ivaluardjuk
Artigos de Alexandre Nodari, Lorene de Oliveira, Filipe Ceppas, Denise Agostinho, Wanderson Flor do Nascimento, Lucas Camaroti e outros.
(http://periodicos.unb.br/index.php/dasquestoes)O grupo Indigestão trabalha na transversalidade entre cozinha e audiovisual. Formado durante um workshop na FUNARTE de Belo Horizonte pelos artistas Clarice Steinmuller, Guto Valentin, Noemi Assumpção, Rafael Machado e Rafael Perpétuo, o grupo busca na idéia de absurdo meios para criar situações insólitas.
(ver https://www.facebook.com/indigestao1)+ informações:

Encerramento Ciclo Ultrassom

11350432_1642599989287817_7765640516835446323_n

SCLrN apresenta ÓPERA-RUÍDO
MÚSICA PARA MATAR ARTISTA

Sábado, as 21h e Domingo, as 18h30
Duração: 40 minutos

Personagens,debatedores: SCLrN

* Profº.Dr. em arte subversiva: PÁSSARO BELGA
* Artista plastico: MILTON MARQUES
* Profª. Dr. Honóris Causa: ELÉTRICA CACHÚ
* MC/músico: DIOGO QUEIROZ
* ARTISTA S/TÍTULO: (convidado especial)
* Tradutor simultâneo: TIRO NO PÉ
· pUnk Al-sU1Uk

mpma
é uma peça, musica-opera -debate,
fizemos e estreamos uns
5 anos atras , a estreia aconteceu no teatro
da escola caseb d Brasília. e também apresentamos em outros lugares da cidade e ate fora de brasilia.
essa peça acontece partindo das falas
dos doutores/personagens em uma mesa composta por estes no formato mais próximo possível de um debate acadêmico ,
partindo de suas falas e defesas de suas teses, vamos construindo
essa opera ruído resultando em climas
humorados ou tragicômico , deixando assim o publico em frente a essa situação tensa ,humorada e sem resposta…..