Ultrassom – aparelho de escuta #1 NOISE/PUNK ELETRÔNICO

radiola

ULTRASSOM – CICLO DE EVENTOS SONOROS

aparelho de escuta 
Dois convidados da cena de música experimental se encontram para conversar e apresentar material musical relacionado à uma dada temática (gêneros musicais, antologias, influências, cronologias, etc.)

#1NOISE/PUNK ELETRÔNICO

LEO PIMENTEL
Amante da heresia (http://amantedaheresia.blogspot.com.br/), dissidente da filosofia (após um mestrado em filosofia da geometria na unb), artesão digital (https://www.youtube.com/user/amantedaheresia) e ativista em piratologia aplicada (cyberpunk’s not dead). realiza os projetos punk-verbo-áudio-visual “pUnk Al-sUlUk” e “cYbIOs3 a1-5u1uk” (https://soundcloud.com/cybiosealsuluk), circula o zine “ruídos em ruínas | ruínas em ruídos” (rede social analógica por uma contracultura experimental) e toca a rádio-fragmentos “anarcOctopus”.

PHIL JONES
Músico, artista digital e programador, com mestrado em “Computational Studio Arts”, no Goldsmiths College, Universidade de Londres, em 2011. Trabalha com software e tecnologias de fabricação na área de artes visuais e música para performance e dança. Recentemente foi responsável pela criação da trilha sonora do espetáculo Vidro e Alumínio, do Grupo Margaridas, de dança contemporânea, e performou no Árvore Monstro 3, Funarte, com a peça Zewp!:mansionhouse. Desde 2013, toca, compõe e escreve softwares com a Orquestra de Laptops do Brasília (BSBLOrk) e coordena o grupo MusicHacking, no Calango Hacker Clube de Brasília.
http://tecno-artesanato.tumblr.com/
http://synaesmedia.net/?page_id=383

 

Domingo, 22 março, de 17h às 19h

deCurators, SCLN 412 Bloco C loja 12 (virado para a residencial, atrás da sorveteria Pallato)

Atenção: o evento acontece dentro da galeria, com presença limitada de público. Tempo de duração: cerca de 2 horas, com intervalo de 20 minutos. Perguntas no final.

ULTRASSOM musicHacking #6

hqdefault

Ultrassom- Ciclo de Eventos Sonoros

musicHacking #6

Encontro de music-hackers de Brasília, grupo envolvido na construção de aparelhos de música eletrônica artesanal.

Tema: música com Arduíno.

Data: sábado, 21 março, de 15h äs 18h30

Local: deCurators SCLN 412 Bloco C loja 12 (virado para a residencial; atrás da sorveteria Pallato)

Traga seu Arduíno e componentes eletrônicos vários; aberto a todos os interessados.

Uma parceria deCurators & Calango Hacker Clube (http://calango.club/projetos:musichacking:inicio)

ULTRASSOM – Ciclo de Eventos Sonoros

Facebook

Instalações, esculturas sonoras, entrevistas, seminários, oficinas e performances de musica experimental, eletroacústica, noise e afins


ABERTURA 14 MARÇO, 20H ÀS 23H
Performances: 

Allan de Lana – “Rádio teu grito
João Lucas – “A Construção do Tempo – diálogo com Kurt Schwitters”
Krishna Passos (K-Torrent) – “Epicentro – paisagem falante
Victor Valentim – “Vinil projetável”

ALLAN DE LANA
Inicia-se profissionalmente em 2004, com a instalação Duas Maneiras de Furar a si Mesmo; gradua-se em Artes Plásticas na Universidade de Brasília dois anos depois. Participa do programa Rumos Itaú Cultural Artes Visuais 2011-2013. Atualmente, dedica-se a projetos transitórios e plataformas colaborativas em espaços urbanos e institucionais, tais como Projeto Viela: Trilha Sonora Para um Beco; e unidos caíram todos na solidão; dentre outros.

JOÃO LUCAS
Pianista e compositor natural de Lisboa, Portugal, inicia os estudos musicais aos 8 anos, diplomando-se no curso superior de piano do Conservatório Nacional de Lisboa. Colaborou com alguns dos mais importantes criadores do teatro e da dança contemporânea em Portugal, tendo participado como compositor em mais de setenta peças, muitas delas premiadas nacional e internacionalmente. Radicado em Brasília desde 2010, é atualmente mestrando na Universidade de Brasília, na linha de pesquisa de Processos Composicionais para a Cena.

KRISHNA PASSOS
É artista e pesquisador em atividade desde 2001. Com formação em artes visuais e audiovisual é mestre em Arte e Tecnologia (UnB). Seu trabalho traz influencias da performance, da arte sonora, da vídeo-arte e da intervenção urbana. Vem participando de salões, residências, prêmios e mostras desde 2001, dentre as quais destacam-se: 2o lugar VII Salão Iate (Premio Aquisição: Acervo do Museu de Arte de Brasília); Participações no SPA das Artes (PE); Residência Artística Interações Florestais (MG) além de duas Individuais na Funarte (DF). Sua pesquisa artística recente envolve híbridos de arte sonora, musica, vídeo, paisagem sonora, tecnologia e a materialidade física destes elementos.

VICTOR VALENTIM
Graduado em música (2013) e aluno de mestrado no curso de Arte e Tecnologia da Universidade de Brasília (UnB). Como bolsista do projeto Wikinarua e participante do MídiaLab, desenvolveu pesquisa em sistemas interativos musicais, como a trilha sonora para o jogo tecnológico “NeoTamoio”, para CyberTV plataforma openGINGA e celulares. Desde 2007, é desenvolvedor e ativista do software livre, para produção de música interativa com tecnologias acessiveis à baixo custo. Trabalha como operador de áudio na empresa Empresa Brasil de Comunicação – EBC e é músico e produtor musical na empresa Miniestéreo da Contracultura.